Sindicato dos Trabalhadores Motociclistas da Cidade de São Paulo


Você está aqui: Home / Notícias

Notícias

Sindicato de motoboys quer proibir celular viva-voz

Trânsito
Terça, 17 de outubro de 2006, 10h20

O presidente do sindicato dos motoboys, Aldemir Martins, o Alemão, pretende sugerir ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) a proibição do uso de celulares viva-voz acoplados aos capacetes dos motoqueiros. Segundo ele, o uso do aparelho pode representar perigo para os motoboys.

O artigo 252 do Código de Trânsito Brasileiro aborda o tema: proíbe a direção "utilizando-se de fones nos ouvidos conectados a aparelhagem sonora ou de telefone celular". No entanto, no centro de São Paulo, um fone simples, para usar em uma orelha e com microfone e botão para atender chamada acoplados, custa em torno de R$ 15.

Os agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) têm dificuldade para fiscalizar o uso desse tipo de equipamento, que fica praticamente escondido dentro do capacete. Também não há regulamentação do Denatran e do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), vinculados ao Ministério das Cidades, de acordo com o jornal O Estado de S. Paulo.

Para Alemão, a responsabilidade pelo uso do aparelho é de quem contrata o serviço. Segundo ele, os anúncios de emprego no jornal já pedem "motoboy com celular". "É uma aberração", diz o sindicalista

Redação Terra


Parceiros























Rua Coronel Diogo, 1496 CEP: 01545-001 - Jardim da Gloria - SP | Telefone: (11) 2914-7372
Copyright © 2005 - 2005 Sindicato dos Trabalhadores Motociclistas da Cidade de São Paulo


Desenvolvido por Internet com Arte